Vamos todos apoiar Argivai Unidos pela UDCA

Mensagens populares

quarta-feira, 27 de março de 2013

São precisos Filósofos para FILOSOFIA ?

      A distinção entre duas perspectivas pode parecer ociosa mas na verdade não o é.Qual é na realidade a vantagem da sua distinção?

      A percepção do mundo que nos rodeia torna-se mais nítida à medida que se vão distinguindo os contornos das formas, os tons claros dos escuros, as dimensões, a profundidade, a altura, o cheiro, o peso, o sabor, o som, a rugosidade, a acidez…

     Tudo isto é crescimento. Crescer significa deixar de ser uma determinada forma concreta ou abstracta e identificar-se com uma outra.Talvez Jean Paul-Sartre nos queira dizer – o presente não chega a existir,vive-se o passado projetando o futuro…Toda esta matéria de que somos feitos, todo este espírito em constante mudança e como diria Camões “tomando sempre novas qualidades”…

     No domínio das artes gráficas, do desenho e da pintura, o efeito decorativo, a beleza, o maior valor comercial, que se obtêm em colocar determinado objecto na perspectiva A em vez de na perspectiva B demonstra-nos que a distinção entre perspectivas , além de não ser ociosa, é de uma UTILIDADE VITAL . A perspectiva faz parte de qualquer análise. O artista de qualquer ramo tem necessidade da perspectiva par a sua obra. Aqui surge-nos uma pequena dificuldade:  Será que na prática poderão existir perspectivas comuns a dois ou mais seres humanos? Talvez comuns em todos os sentidos  seja impossível encontrar ,mas já não em certos pontos. No mundo das coisas (dos objetos) são comuns a grande número de pessoas, as formas, as linhas gerais. Por outras palavras –os esboços do “mundo sensível” são idênticos e se assemelham em muitos pontos. No entanto a verdadeira dificuldade surge no plano dos conceitos.

     A Noção de Cor, quanto a mim, pertence ao mundo dos conceitos…Numa certa viagem que fiz a Estrasburgo aqui à cerca de um ano tive como vizinhos de viagem dois professores dos primeiros anos do ciclo preparatório.De entre a sua conversa uma frase ficou-me gravada :“ estou em crer que quanto melhor consiga desenhar e mais exato se consiga representar o mundo,melhor noção se terá dele” .Não sei verdadeiramente qual o significado de do “mundo” desse professor de Educação Visual…Talvez  se quisesse referir ao mundo que nos rodeia, esse mundo despido de subjetividade, de individualismo na sua representação fotográfica ou rupestre, ou até ao “mundo real” do cubismo de um Picasso. Analisando a afirmação do meu companheiro de viagem poderá chegar-se à conclusão de que nem todos têm  a noção igual do “mundo”. Talvez por isso exista a Guerra, a Discórdia. Como atingir a noção igual do mundo? Valerá a pena?  Será que essa a verdadeira representação do mundo ou o mundo real verdadeiro escapará aos nosso sentidos, à nossa razão, à nossa capacidade de conhecer e compreender? A dúvida continua… 

    Será que o amigo não concorda? Está no seu direito! Mas se não concorda terá que ter uma outra perspectiva! Seria um bom exercício para a mente, e não ocioso, distingui-las , não acha?! Se diz que sim então sempre concorda comigo… Ah! Bom! Voce é O do Contra….

                                            Renato Gomes Pereira ,

                                       in “ A Sanzala do Vai-te Embora”

segunda-feira, 25 de março de 2013

O HOLOCAUSTO do amigo Sei Lá Se É …

holok1a

Tem tudo para o não ser

O AMIGO SEI LÁ SE É

No cumprimento do dever

Em tudo o que toca extermina

Eu tudo o que quer contamina

Nada que apoie germina

segunda-feira, 11 de março de 2013

A RESPOSTA DO SR PRESIDENTE…

Este foi o conteúdo do email que me mandou a Presidência da

República Portuguesa…Li-o e tb ao Prefácio do LIVRO..e

--------------------Continuo no fim----------------

 

Se não visualizar correctamente esta informação, clique aqui.

Presidência da República Portuguesa

Prefácio do livro “Roteiros VII”

9 de março de 2013

Por ocasião do aniversário da sua tomada de posse para o segundo mandato, a 9 de março, o Presidente da República divulga o Prefácio de “Roteiros VII”, que reúne as suas principais intervenções públicas ao longo do último ano.

No Prefácio, o Presidente Aníbal Cavaco Silva aborda, nomeadamente, o modo como deve actuar um Presidente da República em tempos de grave crise económica e financeira, como aquela em que Portugal tem estado mergulhado nos últimos anos.

A divulgação integral de “Roteiros VII” ocorrerá posteriormente.



© 2013 Presidência da República Portuguesa

---- continuação----

   compreendo perfeitamente o Ponto de Vista do Sr Presidente que situa no tempo as coisas

duas datas são para ele importantes: 2005 e 2011… E aqui começa o erro de raciocínio de Sua Ex.cia

o Presidente…Teríamos que recuar ao celebre ano de 1991 …FOI AÍ que tudo começou… Uma maioria absoluta para o Prof Cavaco Silva e o PSD… Uma campanha eleitoral soberba…mas embora entrasse dinheiro a rodos da então CEE e mais tarde dos subsídios comunitários par a agricultura, para os têxteis e para as empresas em geral – formação profissional,subsídios a fundo perdido para modernização empresarial, etc,etc…abatimento de barcos de pesca, arranque de vinhas e outras culturas, redução de cotas leiteiras..and so on…

– e começaram  a aparecer os mercedes e os porches nas mãos dos agricultores e empresários…

   No entretanto uma outra casta de “portugueses” laboriosos e poupados…tentava comprar casa, com ou sem apoio bancário, ou aforrar as suas poupanças para no futuro adquirir uma propriedade pessoal ou beneficiar de uma vida menos difícil no futuro, quer para a sua aposentação quer para a vida dos filhos e netos…Muitos tiveram que emigrar para o conseguir… outros viram-se a braços com falências de empresas que lhes levaram os investimentos e até o próprio emprego…E tal foi acontecendo na construção civil e nos têxteis inicialmente…Depois foram os agricultores que pediram subsídios para a sua exploração que começaram a ver as suas terras e bens de produção a passarem para as mãos dos bancos… Os JUROS cresciam e os produtos sofriam a concorrência de todos os lados- no espaço comunitário e lá fora- sendo cada dia mais baratos…CLARO QUE FORAM OS BANCOS QUE MATARAM “A GALINHA DOS OVOS DE OURO”…

    E mais uma vez para salvar esses bancos assassinos de galinhas poedeiras e outras empresas igualmente parasitárias dessa outra casta de portugueses laboriosos e poupados, vem agora com esse discurso dourado e prefaciado persistir no erro …e criando um efeito multiplicador na “ganância” dos agiotas…   A solução senhor presidente, o senhor sabe qual é…certamente… só que ela não se enquadra nos ensinamentos da cátedra…É simples:

                                BAIXEM OS PREÇOS E OS IMPOSTOS !!!!

                                http://baixemosprecos.blogspot.com

sexta-feira, 8 de março de 2013

RENDAS MÁXIMAS = a 1/3 do Salário Mínimo…

rendimento

Ao contrário do que muita gente apregoa por aí não é importante subir os salários…A subida dos Salários normalmente é acompanhada do aumento dos preços das coisas… Tal subida resulta em MENOR PODER DE COMPRA…

 I M P O R T A N T E   é a manutenção ou o aumento desse PODER DE COMPRA …

       Por isso a RENDA MENSAL DE CASA máxima nacional não deve ir  além de uma terça parte do salário mensal mínimo nacional…(bruto ou liquido)

rendas

segunda-feira, 4 de março de 2013

A Moção de Censura ao Presidente …

Etiquetas Technorati: ,

Autocarro escolar Coelhinho Punk

parlamentoa

Senhor Presidente

        Nós não temos  a figura do IMPEACHMENT…mas o seu comportamento por omissão é censurável…

Por muito menos mandou embora o  Chefe do Governo anterior…

       Os Agiotas rondam o caixote do lixo dos juros da TROIKA…

parlamento1a

     Temos que levantar o Contentor…Afinal somos Credores deles e não Devedores…

Afinal são eles que estão esfomeados…e querem os nossos restos…

parlamento2

          ENA PÁ..TANTOS BANQUEIROS !!!